Cree en grande.
CONMEBOL

Argentina vence Peru e fica cada vez mais perto da classificação

Argentina vence Peru e fica cada vez mais perto da classificação

A seleção argentina, com a contundência goleadora de Lautaro Martínez, venceu o Peru nesta quinta por 1-0 e se aproxima de selar sua classificação ao Mundial do Catar-2022. 

O gol da Albiceleste veio de um cabeçaço de 'El Torito' Martínez aos 43 minutos. A Bicolor perdeu a oportunidade do empate em uma cobrança de pênalti estrelado no travessão por Yoshimar Yotún, aos 65’, no estádio Monumental de Buenos Aires.

Argentina (25 pontos) sem o brilho habitual, mas com contundência e mostras de qualidade individual, encadeou outro triunfo em casa para acelerar seu passo no caminho mundialista.

Por sua vez, a equipe peruana (11) se manteve ordenada durante grande parte do jogo, apostando no contra-ataque para causar dano, mas não pôde ante a força do campeão da América e continua fora da zona de classificação.

- Números do jogo -

  • Argentina tem urn invicto de 17 partidas contra o Peru em Eliminatórias (11V 6E). É a racha mais longa sem perder da Albiceleste ante qualquer rival na competição.
  • Lionel Scaloni é o segundo treinador na história da Argentina em chegar aos 25 jogos invicto (16V 9E) em todas as competições no comando da Albiceleste. O outro foi Alfio Basile, quem alcançou 31 jogos sem derrotas entre fevereiro de 1991 e agosto de 1993 (18V 13E).
  • Pela segunda vez na era Ricardo Gareca, Peru chegou a três derrotas consecutivas e sem poder converter gols jogando como visitante em Eliminatórias. A última vez que conseguiu esta racha foi no primyer trio de encontros fora da casa do Tigre, entre outubro de 2015 e março de 2016.
  • Lautaro Martínez chegou ao gol 17 com a camiseta Argentina: meteu todos com Lionel Scaloni como treinador. É o máximo goleador na era Scaloni, dois acima de Lionel Messi (15). Nos dez jogos por competições CONMEBOL em que convirteu, Argentina nunca perdeu (9V 1E).
  • Peru rematou ao arco três vezes (um a mais que a Argentina) e gerou 1,14 de gols esperados (os de Scaloni acumularam 0,75). É a primeira equipe que supera em ambos indicadores a Argentina num jogo das atuais Eliminatórias.

 

 

 

AFP / OPTA